Ícone do site Blog da Nação Digital

Newsletter para e-commerce: por que sua loja deveria ter uma?

pessoa com notebook e smartphone com uma newsletter de e-commerce na tela

A newsletter para e-commerce não morreu e tem mais a oferecer do que nunca! O boletim informativo é um excelente canal de comunicação, é capaz de promover relacionamentos duradouros com o público e, consequentemente, motivar vendas. 

As newsletters têm alto potencial para gerar fidelidade e conversões porque as pessoas que recebem os e-mails são as que estão interessadas em saber sobre a marca. Isso porque elas se inscreveram voluntariamente, o que já demonstra confiança na empresa. 

Continue a leitura para saber como trabalhar com newsletter no e-commerce do jeito certo!

Por que criar uma newsletter para e-commerce?

Você já deve ter ouvido que as newsletters estão em alta novamente, né! Isso vem acontecendo porque esse tipo de conteúdo oferece uma conexão direta com a audiência e não tem as limitações que as redes sociais impõem às marcas e aos usuários (seja em número de caracteres ou sobre a obediência ao algoritmo para ver um conteúdo performar). 

Podemos fazer uma alusão a um imóvel. Newsletter é como ter terreno próprio para construir o espaço comercial que você quiser: do tamanho necessário para a atividade, com as divisórias ideais para a empresa e com os acabamentos que você preferir e puder pagar. Nas redes sociais, você está em um terreno alugado, em que o proprietário é quem decide o que é melhor. Fácil entender, não?!

Para se ter uma ideia do peso das newsletters, o New York Times informou que passará a publicar 55 boletins – um terço deles será pago –, que vão atingir quase 15 milhões de leitores por semana. O periódico está há tempos utilizando o canal para informar os assinantes: a primeira news foi enviada em junho de 2001. 

Motivos para considerar

No e-commerce, criar uma newsletter é uma forma de trabalhar o branding. A partir dela, as pessoas têm a chance de conhecer melhor a marca, os produtos e os serviços comercializados. Isso porque quem é impactado por anúncios no Google e em redes sociais recebe informações superficiais sobre o propósito da empresa, pois as campanhas, geralmente, estão concentradas em vendas.

A newsletter também é uma forma de apresentar seus produtos ou serviços de maneira mais completa e aprofundada. Você pode dedicar uma edição do boletim para expor um lançamento e contar mais sobre como ele soluciona um problema da persona.

Opções de templates de newsletter para você se comunicar com seu público-alvo.

Mas é preciso fazer uma ponderação: o conteúdo precisa ser realmente interessante e deve ir além de uma tentativa de vender alguma coisa. Encare a conversão como uma consequência do ótimo conteúdo que você vai entregar ao assinante. 

A Hubspot, plataforma de automação de marketing referência no mercado global, sugere a abordagem 90/10 para as newsletters de e-commerce. A proposta consiste em equilibrar o conteúdo da seguinte forma: 90% informativo e 10% promocional. Essa fórmula, segundo a empresa, reduz a chance de descadastramentos e aumenta a admiração da marca. 

Os boletins também oferecem ao comércio eletrônico a oportunidade de demonstrar autoridade e experiência naquele segmento de mercado. Dentro dessa linha e pensando no setor de móveis e decoração, você pode desenvolver um tipo de conteúdo instrutivo, que pode abordar diferenças entre tecidos de sofás, estilos de decoração que estão em alta, dicas de disposição de móveis em apartamentos pequenos e uso de cores, formas orgânicas e geométricas nas paredes.

A newsletter ainda pode gerar tráfego para o blog e o e-commerce, o que tende a refletir na melhora do ranqueamento nos resultados de pesquisa do Google, gerando, consequentemente, mais tráfego orgânico para os sites. E você já sabe: quanto maior a exposição no buscador, mais altas são as chances de venda. 

Dicas práticas para ter uma newsletter

Se está em dúvida se vale a pena ter uma newsletter para sua loja virtual, saiba que o engajamento com a marca tende a melhorar bastante. É porque os assinantes também leem os artigos do blog, compartilham as postagens, interagem com os conteúdos e navegam no site. Em geral, são clientes (ou potenciais clientes) mais fiéis.

Trouxemos algumas orientações para que você possa criar sua primeira newsletter focada em relacionamento com o público:

Uma dica importante é se esforçar para manter o envio regular dos e-mails. Estabeleça uma frequência (semanal, quinzenal ou mensal) e um horário de disparo e se dedique a cumpri-los para construir uma base de contatos em que todos fiquem na expectativa do próximo boletim. Essa consistência cria uma relação de confiança, que pode influenciar, inclusive, na decisão de compra. Por mais que a pessoa ainda não seja cliente, quando ela precisar de algo que você vende, definitivamente considerará os seus produtos. 

Mais uma vantagem da newsletter? Ela é uma estratégia de baixo custo dentro do Inbound Commerce. Podemos enumerar os custos envolvidos: ferramenta de e-mail e tempo! Sim, o tempo entra como um custo, pois os boletins terão de ser desenvolvidos por você ou pela equipe de conteúdo. 

Precisa de ajuda no desenvolvimento de conteúdo para a newsletter do seu e-commerce? Nós, da Nação Digital, te guiamos nessa jornada! Clique no banner para agendar uma conversa sem compromisso e saiba o que podemos fazer pela sua empresa!

Compartilhe:
Sair da versão mobile